“A dívida mais gostosa de pagar. O passado no agora que eu mais gosto. É o vício de muita gente e um refúgio que eu gosto de compartilhar. Amigo dos corpos cansados, feito para aqueles que sonham acordados, e não para os que querem acordar. É aquilo que tem sabor do seu perfume, e é perfume em um abraço. É um convite para um “xêro”. Uma substância capaz de fazer você perceber que as bordas limitam demais. É quando a pressa perde o sentido. A rotina que vale a pena.”

Rellicário Brigaderia e Café. Esse é o nosso nome desde 2012. Quando comecei a estudar o modelo de negócio, ficou muito claro na época que as docerias não tinham foco em bons cafés. Quer uma prova disso? Quando liguei para um fornecedor de máquinas de café para alugar, eu já tinha a intenção de iniciar com uma máquina profissional. Ele me perguntou que tipo de loja eu iria abrir, e quando eu disse que seria uma Brigaderia, logo escutei do outro lado do telefone: “Sua loja não precisa desse tipo de café. É só um cafezinho e pronto! Te indico uma máquina automática.”
Só que eu já estava certa de queria ter o café como aliado do brigadeiro (nosso projeto arquitetônico foi todo baseado na temática de uma “cafeteria colorida”). E por isso disse que não iria optar pela máquina automática. O fornecedor então disse: “ Eu não vou te alugar uma máquina profissional, pois você não vai conseguir fazer cafés e ainda vai me dar muito trabalho por causa disso! Então já prefiro avisar antes e não alugar.”

Ok! O que você acha que eu fiz? Procurei outro fornecedor! E depois de 30 dias, a máquina profissional estava nas minhas mãos. Aí começa a nossa história com os grãos!
Já quiseram te fazer acreditar que você não seria capaz de fazer algo? O que você fez?

Eu fiz café!